Você está aqui:   » Mensagens  » Estudos para célula
O poder da Palavra - Pr. Marcelo Lisboa
Saiba mais sobre o poder que a Palavra de Deus tem sobre nossas vidas

“Batizei também a casa de Estéfanas; além destes, não me lembro se batizei algum outro. Porque não me enviou Cristo para batizar, mas para pregar o evangelho; não com sabedoria de palavra, para que se não anule a cruz de Cristo. Certamente, a palavra da cruz é LOUCURA para os que se perdem, mas para nós, que somos salvos, PODER DE DEUS. Pois está escrito: Destruirei a sabedoria dos sábios e aniquilarei a inteligência dos instruídos. Onde está o sábio? Onde, o escriba? Onde, o inquiridor deste século? Porventura, não tornou Deus louca a sabedoria do mundo? Visto como, na sabedoria de Deus, o mundo não o conheceu por sua própria sabedoria, aprouve a Deus salvar os que crêem pela loucura da pregação. Porque tanto os judeus pedem sinais, como os gregos buscam sabedoria; mas nós pregamos a Cristo crucificado, escândalo para os judeus, loucura para os gentios; mas para os que foram chamados, tanto judeus como gregos, pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus. Porque a loucura de Deus é mais sábia do que os homens; e a fraqueza de Deus é mais forte do que os homens.” (1Co 1:16- 25)

Se sugerissem as Escrituras como tema de uma redação, imediatamente muitos de nós pensaríamos no poder que a palavra de Deus tem. Certamente estaríamos diante da única realidade capaz de mudar um homem pecador em um homem santo; diante do verdadeiro poder para definitivamente livrar cativos de uma vida de escravidão. Teríamos argumento suficiente para demonstrar o poder que ela tem para salvar o perdido e curar o enfermo, ou mesmo, para mudar o caráter e fazer existir o que não existe. Enfim, estaríamos com vários argumentos para desenvolver um excelente trabalho literário.

“(Como está escrito: Por pai de muitas nações te constituí) perante aquele no qual creu, a saber, Deus, o qual vivifica os mortos, e chama as coisas que não são como se já fossem.” (Rm 4:17)

Como a nossa vida cristã não participa de nenhum concurso e não pode ser escrita apenas com palavras, mas com a própria vida, temos que deixar Deus usar como tinta, o sangue de seu filho Jesus e como papel, os nossos corações para que uma nova história seja redigida a partir de nós. Isto quer dizer que devemos procurar colocar em prática o poder que recebemos todos os dias, para podermos ser reconhecidos como cartas vivas, lidas e conhecidas por todos os homens.

“Vós sois a nossa carta, escrita em nosso coração, conhecida e lida por todos os homens, estando já manifestos como carta de Cristo, produzida pelo nosso ministério, escrita não com tinta, mas pelo Espírito do Deus vivente, não em tábuas de pedra, mas em tábuas de carne, isto é, nos corações.”(2 Co 3:2-3)

Não podemos ser apenas meros expectadores de algo tão sólido e transformador como é a palavra de Deus. Não podemos, de maneira nenhuma, deixar a bênção escapar de nossas mãos. Há algo que me intriga e não sei se intriga tanto a você, mas às vezes me pergunto por que se a palavra de Deus tem tanto benefício, tanto poder, ainda assim existem crentes que não desfrutam de seus efeitos em suas vidas. Ou, por que muitos crentes ainda sofrem e andam desanimados.

A resposta talvez esteja no entendimento de que apenas conhecer as escrituras não basta. Temos que ter consciência de que necessitamos do poder de Deus em nossas vidas. Temos que ter a convicção que sem o poder de Deus fluindo em nós, pereceremos.

Hoje, muitos crentes têm sido destruídos por falta de conhecimento prático do poder que a poderosa Palavra de Deus tem. Andam sem vida e sem unção do Espírito Santo e não experimentam uma viva influência Daquele que disse "haja luz" e no mesmo instante a luz passou a existir. E isso porque não buscam o poder de Deus em suas vidas.

Oséias 4:6 “O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento. Porque tu, sacerdote, rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos.”

Às vezes somos crentes literários, racionais, e porque não, carnais no nosso modo de viver o cristianismo. Temos uma leitura rasa da Palavra de Deus e uma vida sem aplicação prática do que as escrituras anunciam. Outras vezes, temos até a palavra, mas esquecemos o que o apóstolo Paulo disse em sua segunda carta aos Coríntios - que somos ministros de uma nova aliança, uma aliança de poder: “o qual nos habilitou para sermos ministros de uma nova aliança, não da letra, mas do espírito; porque a letra mata, mas o espírito vivifica.” (2 Coríntios 3:6 )

A palavra da cruz

Jesus, ao encerrar sua missão aqui na terra, decepcionou a muitos. Até mesmo o ladrão na cruz do lado não entendeu a glória que se manifestava naquele instante. Na cruz, onde a história da humanidade foi dividida em duas, Jesus demonstrou que toda obra que Ele havia de fazer foi cumprida. O poder que o outro ladrão entendeu ser capaz de salvá-lo, se manifestou de forma nítida quando o túmulo ficou vazio e o Senhor ressuscitou ao terceiro dia.

Desta forma, podemos ver que a palavra da cruz pode ser vista como demonstração de poder ou de loucura. Para uns, com certeza, é demonstração da mais pura falta de inteligência e sanidade possível, é algo sem sentido, obscuro e restrito a pessoas que são oclusas, fechadas para o conhecimento científico do mundo moderno. Mas para outros, a cruz de Cristo revela a maior prova de amor, o mais perfeito plano de resgate. Agrega em si mesma a natureza justa e misericordiosa de Deus.

Assim podemos dizer que a palavra da cruz consiste em:

A. Poder

1. Para quem?
1.1. Para você que foi salvo!
“...mas para nós, que somos salvos, PODER DE DEUS.” 1 Co 1:18b
a. Se a palavra sai viva de dentro de você ela é poder.
b. Falando a Palavra de Deus e vivendo de acordo com a mesma, seremos canais do seu poder.
1.2. Para aquele que crê
a. Se você crê, a palavra de Deus é poder, se não, é loucura.
 “Pois não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê, primeiro do judeu e também do grego”. Romanos 1:16

2. Para que?
2.1. Para fazer o tempo voltar
“Então, o profeta Isaías clamou ao SENHOR; e fez retroceder dez graus a sombra lançada pelo sol declinante no relógio de Acaz”. 2 Reis 20:11 
2.2. Para fazer o machado flutuar
“Sucedeu que, enquanto um deles derribava um tronco, o machado caiu na água; ele gritou e disse: Ai! Meu senhor! Porque era emprestado. Perguntou o homem de Deus: Onde caiu? Mostrou-lhe ele o lugar. Então, Eliseu cortou um pau, e lançou-o ali, e fez flutuar o ferro” (2Rs 6:5-6)
2.3. Para perdoar pecados
a. Ele é o mesmo que ressuscita os mortos e perdoa pecados. E tem sua expressão maior em nós. Quando na cruz ele perdoou o meu e o seu pecado.
"Ora, para que saibais que o Filho do Homem tem sobre a terra autoridade para perdoar pecados—disse, então, ao paralítico: Levanta-te, toma o teu leito e vai para tua casa". Mateus 9:6 
2.4. Para fazer existir
“A terra, porém, estava sem forma e vazia; havia trevas sobre a face do abismo, e o Espírito de Deus pairava por sobre as águas. 3 ¶ Disse Deus: Haja luz; e houve luz”. Gn 1:2-3
"Como está escrito: Por pai de muitas nações te constituí. Perante aquele no qual creu, o Deus que vivifica os mortos e chama à existência as coisas que não existem". Romanos 4:17

B. Loucura

1. Para quem?
1.1. Para os que se perdem
1.2. Para o mundo. Aqui temos duas classes de gente:
a. Judeus (conhecedores da palavra) - você pode se achar alguém que conhece a palavra que não tenha mais nada para se acrescentar, ou você pode ser:
b. Um grego (busca por sabedoria) - você se acha sábio aos seus próprios olhos, aprendeu com a vida, com os livros, com a experiência prática.
i. Mas os dois, tanto judeus quanto gregos, ou escriba quanto sábios, são questionadores, inquiridores. Querem medir força com Deus discutir com Deus. "Porque disso, como é isso, não acho que é assim, não concordo com isso, não consigo achar que é possível tal coisa na bíblia".
1.3. Para aqueles que não têm fé. Para estas pessoas ela é considerada loucura mesmo.

Esse comportamento demonstra:
1. Perda do JUÍZO (Dt 28.28).
2. Estilo de vida de quem não está num relacionamento correto com Deus. 
“Todo prudente procede com conhecimento, mas o insensato espraia a sua loucura.” (Pv 13.16).
3. Ação de alguém que deliberadamente peca contra Deus (Jr 29.23; Mc 7.22).
"Porque de dentro, do coração dos homens, é que procedem os maus desígnios, a prostituição, os furtos, os homicídios, os adultérios, a avareza, as malícias, o dolo, a lascívia, a inveja, a blasfêmia, a soberba, a loucura. Ora, todos estes males vêm de dentro e contaminam o homem.” (Mc 7:21-23)

A criação foi feita através do poder da Palavra de Deus

“Pela fé, entendemos que foi o universo formado pela palavra de Deus, de maneira que o visível veio a existir das coisas que não aparecem.” Hb. 11.3

1. Na medida em que Deus falava, sua criação surgia. O poder de Deus flui através da sua palavra.
2. Deus fez tudo por sua palavra de fé.
“Disse Deus: Haja luz; e houve luz”. Gn. 1.3
3. Você pode estabelecer vida ou morte
Se a palavra de Deus tem poder de criar, então:

Nossas palavras também podem criar ou destruir

1. O que temos falado?
“abençoai os que vos perseguem, abençoai e não amaldiçoeis”. Rm. 12.14
“De uma só boca procede bênção e maldição. Meus irmãos, não é conveniente que estas coisas sejam assim”. Tg 3:10
“A morte e a vida estão no poder da língua; o que bem a utiliza come do seu fruto”. Pv 18:21
“Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, e sim unicamente a que for boa para edificação, conforme a necessidade, e, assim, transmita graça aos que ouvem”. Ef 4:29

O Espírito Santo opera através da Palavra de Deus (Gn. 1.2)

1. Deus não faz nada sem que haja Palavra. Seu Espírito não se move se não for pela Palavra.
1.1. Foi a experiência de Maria, que recebeu a Palavra de Deus por intermédio do anjo Gabriel. Ela creu na Palavra, submeteu-se ao propósito divino e teve a concepção realizada pelo Espírito Santo.
"Então, disse Maria: Aqui está a serva do Senhor; que se cumpra em mim conforme a tua palavra. E o anjo se ausentou dela". Lc. 1.38
1.2. A palavra de Deus não opera em nós de modo automático. Precisamos receber, crer e obedecer. Ela é a semente que precisa ser recebida, regada e cultivada.
“Porque também a nós foram anunciadas as boas-novas, como se deu com eles; mas a palavra que ouviram não lhes aproveitou, visto não ter sido acompanhada pela fé naqueles que a ouviram. 3 Nós, porém, que cremos, entramos no descanso, conforme Deus tem dito: Assim, jurei na minha ira: Não entrarão no meu descanso. Embora, certamente, as obras estivessem concluídas desde a fundação do mundo". Hb. 4.2-3

Hoje, a Palavra de Deus ainda esta em operação

1. Ele continua falando conosco e Seu Espírito continua agindo para que Sua vontade se concretize.
1.1. Do mesmo modo que Jesus foi gerado em Maria, Deus quer gerar em nós o caráter de Cristo.
“Porquanto aos que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos”. Rm. 8.29
"meus filhos, por quem, de novo, sofro as dores de parto, até ser Cristo formado em vós”. Gl. 4.19

Como eu vou crer que a Palavra é verdadeira?

1. Receba a palavra de Deus com fé
"Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça". 2 Timóteo 3:16
2. Deixe que o Espírito Santo opere em sua vida, curando, libertando e edificando.
“conhecendo primeiro isto, que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação, 21 porque a profecia jamais foi dada pela vontade dos homens, mas os homens da parte de Deus falavam, movidos pelo Espírito Santo”. 2 Pe 1:20-21
3. Abra a sua boca e profetize.
3.1. Pela boca do profeta Ezequiel, Deus fez ossos secos serem vivificados (Ez. 37).

CAA no Twitter

CAA no You Tube


CAA no Facebook
Conecte-se
Atos dos Apóstolos no Facebook    Atos dos Apóstolos no Twitter    Atos dos Apóstolos no You Tube    Atos dos Apóstolos no Google
Atos dos Apóstolos
Setor SCIA Quadra 14 Conjunto 5, Lote 11, Zona Industrial (Guará) Cidade do Automóvel, CEP 71250-125 - Brasília - DF - Tel: 61 3037-9638
© Copyright Comunidade Atos dos Apóstolos 2012. Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento e hospedagem: Top 7 Tecnologia